Uncategorized

No ar

A memória está na moda. Retomando Daniel T. Willingham, Alfons Corbella hoje no seminário “Update Education” organizado no Espacio da Fundação Telefónica, teimou na importância da memória no processo de aprendizagem e distingue entre memória de trabalho ou memória a curto prazo, e memória permanente ou memória a longo prazo. Uma coisa que aprendemos terá passado primeiro pela memória de trabalho antes de fixarse na memória permanente. Logo, a mémoria  de trabalho chamará esse conocimento armazenado na memória permanente quando éste for preciso para resolver um problema. Outro percurso possível dum conocimento é passar pela memória de trabalho e ser esquecido diretamente, porque por X razões não foi processado pela memória permanente (não era pertinente, não se pensou acerca dele, etc.). O intérprete em linguagem dos signos presente num seminário, como todos os intérpretes, experimentou este tipo de esquecimento durante o seu trabalho. Para ele, é preciso lembrar…

View original post 211 more words

Comentar publicação

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s